NOTÍCIAS

Links para notícias sobre eventos e pesquisas que contaram com a participação dos membros do Grupo de Pesquisa Estudos da Tradução:

A VOZ DO TRADUTOR com Damiana Rosa

A nossa Pausa para o Café é com ela, a mãezona dos alunos de tradução da UNISAGRADO, a Profa. Dra. Leila Felipini. Professora do curso de graduação em tradução, ela conta sua trajetória acadêmica e como se tornou professora e orientadora do curso de tradução. Também divide com a

gente os desafios de ser tradutora médica e audiovisual e conciliar com a carreira de pesquisadora, de docente e a maternidade. Impossível não se inspirar com a dedicação e carinho com que a Leila dedica à pesquisa, à tradução e à docência.

A aluna Larissa está de pé e de costas. Ela apresenta conteúdo para professores, que estão sentados em carteiras ao redor da sala.

A atividade, realizada nos dias 09 e 16 de maio, foi destinada aos docentes da escola municipal Nacilda de Campos, sob supervisão da Profª. Dra. Leila Felipini.

Temas são frequentemente abordados e incentivados no UNISAGRADO. Conheça alguns projetos!

A palestra "Audiodescrição e legendagem como recursos de acessibilidade" foi realizada no dia 13/04/22 no Centro Universitário Sagrado Coração. As palestrantes foram as Profas. Ana Julia Perrotti-Garcia e Damiana Rosa.

Ana Julia Perrotti-Garcia é docente em cursos de extensão em Audiodescrição do Centro Interdepartamental de Tradução e Terminologia (CITRAT) na Universidade de São Paulo (USP), doutora em Língua e Literatura Inglesa pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP-SP, mestre em Linguística Aplicada pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, especializada em audiodescrição pela PUC-MG. Entre seus temas atuais de pesquisa estão: adaptação (GREAT-USP), audiodescrição e acessibilidade. Audiodescritora desde 2009, com experiência em eventos ao vivo, filmes e imagens estáticas. Criadora e coordenadora dos cursos de audiodescrição pela plataforma Hotmart. Coorganizadora do livro Ao Vivo e A Cores, relatos de audiodescrição de eventos ao vivo. CEO da empresa Tradusound Acessibilidade Audiovisual.

Damiana Rosa é tradutora desde 2004. Graduada em Letras pela Universidade Metodista de São Paulo, é pós-graduada em Tradução-Interpretação Espanhol-Português na Universidade Gama Filho. É co-autora, ao lado de Andreia Vazquez, do livro "A fantástica história (ainda não contada) da tradução no Brasil. Trabalhou na Cátedra UNESCO de Comunicação para o Desenv. Regional por 5 anos, onde desenvolveu atividades ligadas à pesquisa e extensão na área de Comunicação Latino-Americana e foi tradutora de publicações e artigos desta instituição. Atua na tradução técnica e na área audiovisual, legendando filmes, novelas, séries, vídeos institucionais e técnicos.

Participaram da palestra, alunos dos cursos de graduação Letras-Português e Inglês, Letras-Tradutor e Psicologia.

A partir do desenvolvimento de uma pesquisa documental para o Pós-Doutorado da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Marília, a Prof.ª Dra. Angélica Pall Oriani, coordenadora do curso de Pedagogia do UNISAGRADO, publicou o artigo intitulado “Orientação e Inspeção Buco-dentária nas Escolas Primárias do Estado de São Paulo (1911-1917)”. O objetivo do estudo foi dar ênfase em pesquisas que exploram as relações entre higiene e educação, visando evidenciar seu crescimento e importância no âmbito escolar.

Consultando o acervo de uma Escola Normal (instituições antigas que formavam professores) de São Paulo, a docente localizou um manual produzido por um médico que abordava as questões de saúde e orientava médicos e professores nos cuidados com a saúde das crianças no espaço escolar e que foi publicado em 1917. “A partir disso, analisei o material e comparei as orientações do que circulava no espaço da medicina, da odontologia e da educação à época sobre a higiene. As pesquisas que exploram as relações entre higiene e educação vem crescendo aos poucos na área da História da Educação e se mostrando pertinentes para mostrar o quanto a escola é um lugar disputado por diferentes sujeitos, saberes e áreas de conhecimento. Particularmente sobre os cuidados dentários há poucos estudos e, por isso, o tema do artigo é muito importante para abrir novas janelas interpretativas”, pontua Oriani.

O artigo foi publicado na Revista História da Comunicação e teve sua tradução para o inglês realizada na íntegra por outra docente do UNISAGRADO, a Prof.ª Dra. Leila Maria Gumushian Felipini, do curso de Letras – Tradutor. Felipini enfatiza a importância de se ter profissionais de excelência exercendo sua função na área de tradução de artigos acadêmicos. “A disseminação do conhecimento acadêmico e científico é realizada em língua inglesa no mundo todo, ou seja, para que nossas pesquisas sejam compartilhadas com estudantes, professores e pesquisadores fora de nosso país, elas precisam estar em língua inglesa. Da mesma forma para que as pesquisas internacionais sejam amplamente compartilhadas no Brasil, elas precisam estar em língua portuguesa. É a tradução que permite essa divulgação global e por isso deve ser realizada por um tradutor profissional”, afirma Felipini.

Oriani também ressalta sobre este valor que o estudo ganha após ser traduzido para uma nova língua. “Na área acadêmica, a tradução de um artigo para o inglês garante maior visibilidade ao produto e ao resultado de nosso trabalho. Significa propiciar maiores chances de que o texto seja lido e alcance mais pesquisadores. Assim, as traduções de artigos e trabalhos acadêmicos são ações muito importantes para o avanço do conhecimento científico, garantindo condições para que a gente dê mais visibilidade à ciência produzida no Brasil. Ou seja, a circulação dos materiais é possível de ganhar novos patamares quando sai publicada em inglês”, conta a docente.

O mercado para atuação na área de tradução acadêmica é vasto, sendo acessível aos formandos, conforme ressalta Felipini. Ela conta que o profissional de Tradutor pode realizar a revisão de língua tanto do original quanto da tradução. “A produção acadêmica e científica no nosso país é muito grande, então temos uma demanda alta para serviços de revisão e tradução de artigos, tradução de resumos simples, resumos expandidos, relatórios de pesquisa e capítulos de livros, entre outros gêneros textuais. A tradução realizada por profissionais qualificados é a garantia de que o conteúdo da tradução corresponde ao conteúdo do texto original. Algumas revistas inclusive solicitam que o tradutor forneça uma declaração que valide essa correspondência”, destaca.

No UNISAGRADO, há campos de estágio que trabalham com textos acadêmicos e científicos. “Os estudantes podem estagiar e contribuir para as revistas científicas da IES”, finaliza Felipini.



Carousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel image

APRESENTAÇÕES DE tcc E ic 2021

As alunas de Letras - Tradutor Ana Laura Barbosa da Silva, Beatriz Pellegrini da Silva, Gloria Castagnino, Larissa Souza Nunes, Fernanda Shiguemura Sakamoto, Karina Zumesteen e Luma Garcia Camargo apresentaram, agora em Dezembro, suas pesquisas de TCC e suas pesquisas de IC.

As pesquisas de IC foram apresentadas no XXVIII Fórum de Iniciação Cientifica - PIBIC; IX Fórum de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação- PIBITI; VIII Fórum de Iniciação Cientifica do Ensino Médio PIBIC-EM, que teve como objetivo incentivar a prática da pesquisa na Graduação e Ensino Médio. A programação contemplou palestras e comunicações orais.

Dados sobre as pesquisas estão em "Pesquisas Concluídas" aqui mesmo neste site.

A egressa Isabeli Boverio e a aluna Larissa Souza, membros do TRADUS, apresentaram suas pesquisas no 6º Festival VerOuvindo. As apresentações orais foram transmitidas pelo YouTube https://www.youtube.com/watch?v=c1uhGp59qPE.

Pesquisas apresentadas:

Tradução audiovisual para acessibilidade: a importância da audiodescrição para pessoas inclusas no Espectro Autista – TEA (PIVIC) / Orientadora: Profa. Dra. Leila Maria G. Felipini / Aluna: Larissa Souza Nunes

Tradução Intersemiótica: uma análise comparativa de duas audiodescrições do curta-metragem "Vida-Maria" (PIVIC) / Orientadora: Profa. Dra. Leila Maria G. Felipini / Aluna: Isabeli Bovério dos Santos

“SEGUNDA CHAMADA”: UMA PROPOSTA DE AUDIODESCRIÇÃO PARA A CARACTERIZAÇÃO DE PERSONAGENS / Orientadora: Profa. Dra. Leila Maria G. Felipini / Aluna: Isabeli Bovério dos Santos


No dia 05 de novembro, o Grupo de Pesquisa Estudos da Tradução, grupo vinculado ao curso Letras-Tradutor do UNISAGRADO, promoveu a palestra “Plágio em Traduções Literárias”, com o objetivo de abordar o tema do plágio, pouco discutido nos estudos da Tradução, mas de grande contribuição para a prática da Tradução Literária. Confira na íntegra – Clique Aqui!

A palestra foi ministrada pela Prof. Ma. Denise Bottmann, historiadora, pesquisadora em História da Tradução no Brasil e tradutora premiada na área. A mediação foi realizada pelo Prof. Dr. João José Caluzzi, egresso do UNISAGRADO, que realiza pesquisas nas áreas de História da Ciência, Tradução científica e Ensino de Ciências.

A Prof. Dra. Leila Maria Gumushian Felipini, organizadora do evento, pontua que a discussão da temática é muito relevante para a formação do aprendiz de tradução, pois aborda, entre outros aspectos, a ética profissional envolvida na prática tradutória. “O contato com profissionais experientes e reconhecidos na área é muito significativo para nossos estudantes. Esses encontros possibilitam que tanto o conhecimento adquirido como a experiência vivenciada por esses profissionais possam ser compartilhados com os futuros profissionais”, afirma.

A docente afirma que a palestra foi muito importante também para os docentes e interessados nos Estudos da Tradução. “Por todo seu conhecimento e experiência, acredito que o ponto mais marcante do evento tenha sido ouvir a Prof. Denise Bottmann sobre a sua perspectiva da prática da tradução. Entre outros pontos, a professora destacou que o grande desafio da tradução é entender o texto que será construído em outra língua”, finaliza.

Realizada em 21/10/2021, a roda de conversa foi transmitida pelo canal oficial do UNISAGRADO no Youtube e tratou de pesquisas na área de Linguística de Corpus, sua interface com a Fraseologia, com foco no ensino e na tradução de colocações. Os palestrantes apresentaram uma visão panorâmica da interface entre essas áreas, de suas contribuições para a produção de dicionários de colocações da língua geral ou de línguas de especialidade, bem como da elaboração de atividades colocacionais voltadas para aprendizes de línguas e de tradução. Ademais, a discussão realizada abordou programas de gerenciamento de corpus e de análise lexical voltados para pesquisas nas áreas de Ensino de Línguas Estrangeiras e para a Tradução.

Palestrantes:

Dra. Adriane Orenha-Ottaiano

Ma. Ariane Donizete Delgado Ribeiro Caldas

M.e Emanoel Henrique Alves -

Ma. Laís Magalhães Real

Período


Na Graduação, os estudantes têm a oportunidade de adquirir conhecimento para sua atuação profissional, mas, além disso, é durante a jornada no ensino superior, que é possível colocar em prática o aprendizado em prol da sociedade.

Os projetos de extensão e as disciplinas extensionistas são uma forma do estudante utilizar os métodos científicos para benefício social, com o devido auxílio e orientação dos docentes e da Instituição.

Entre os trabalhos premiados no X Encontro de Extensão no UNISAGRADO está o de nossas alunas do curso de Letras-Tradutor e membros do Grupo de Pesquisa TRADUS Glória Castagnino e Beatriz Pellegrini:


Área de Humanas e Sociais

1º lugar - Sociologia, responsabilidade social e extensão universitária: a implementação de projetos sociais no UNISAGRADO durante a pandemia do covid-19

Apresentação: Mirela Anésio

2º lugar - ONG Formiguinhas Valentes

Apresentação: Hellen Regina Strutzel

3º lugar: Tradução audiovisual acessível: práticas de audiodescrição e legendagem para surdos e ensurdecidos

Apresentação: Gloria Castagnino e Beatriz Pellegrini


Instrumentos jurídicos garantem e asseguram a acessibilidade às pessoas com deficiência como cita a Lei N° 13.146, de 06 de julho de 2015, que aborda o conceito do chamado Desenho Universal. Conforme consta no artigo 3º, parágrafo II, o desenho universal é a “concepção de produtos, ambientes, programas e serviços a serem usados por todas as pessoas, sem necessidade de adaptação ou de projeto específico, incluindo os recursos de tecnologia assistiva”, assim, visam a autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social.

Em relação às produções audiovisuais acessíveis, de acordo com o Programa de Inclusão de Pessoas com Deficiência, “para que conteúdos se enquadrarem na modalidade de um filme acessível é preciso do áudio descrição, que se define como uma locução que descreve as ações, vestimentas, linguagens físicas e psicológicas estadas e caracterização de personagens. É um recurso que permite colocar em prática o que já é previsto em lei em sobre a inserção de todos os tipos de público dentro do conteúdo”.

Para a docente dos cursos de Letras – Tradutor e Letras – Português e Inglês, Prof.ª Dra. Patrícia Viana Belam, temas que abordam a acessibilidade são de extrema importância para abordagem acadêmica com os estudantes, visando assim, promover a inclusão social. “As discussões no ambiente universitário proporcionam aos estudantes a atualização sobre o mercado de trabalho, maiores conhecimentos sobre suas futuras áreas de atuação, e, em relação a acessibilidade, promovem reflexões sobre o papel social dos profissionais, a interpretação comunitária e a humanização do atendimento linguístico, além da valorização de produções audiovisuais acessíveis”, conta.

A docente discorre que além desta importância, o contato com temas sociais demonstra aos futuros profissionais as mais variadas situações que terão de desempenhar no mercado de trabalho, por isso, é importante sempre buscar a atualização do conhecimento, principalmente durante a Graduação. “Os estudantes têm a oportunidade de se atualizarem em relação às novas necessidades e demandas do mercado, em relação às pesquisas que estão sendo desenvolvidas, tendo a oportunidade de conhecerem novos profissionais, de outras instituições, e suas perspectivas e contribuições para as áreas”, pontua Belam.

Sobre o evento no UNISAGRADO

O encontro virtual ocorreu entre os dias 21 e 22 de setembro, sendo realizado via plataformas de Youtube e Microsoft Teams. O objetivo do evento realizado foi promover um diálogo entre pesquisadores, professores, graduandos, pós-graduandos e demais estudiosos das áreas de Letras e da Tradução.

Além das apresentações de produções audiovisuais acessíveis pelo Grupo de Pesquisa Estudos da Tradução do UNISAGRADO, outros temas foram debatidos nas palestras, como a “relação entre literatura e cinema, língua e cultura inglesa, as características e desafios da interpretação de conferências, a interpretação comunitária e a humanização do atendimento linguístico e tradução audiovisual”, finaliza a docente.


O GRUPO DE PESQUISA ESTUDOS DA TRADUÇÃO - TRADUS PARTICIPOU DE TRÊS EVENTOS ENTRE 21 E 23 DE SETEMBRO

O Grupo de Pesquisa Estudos da Tradução – TRADUS participou de três eventos do UNISAGRADO, entre os dias 21 e 23 de setembro. No primeiro evento, a II Jornada Virtual dos Cursos de Letras e Tradutor, alguns membros do grupo apresentaram suas pesquisas de Trabalho de Conclusão de Curso e de Iniciação Científica na tarde do dia 22 de setembro. Essas apresentações tiveram temas bastante variados:

1- TERMINOLOGIA ESPECIALIZADA: UMA PROPOSTA DE GLOSSÁRIO POR MEIO DA ANÁLISE DE CORPORA COM A TEMÁTICA COVID-19 - Gloria Castagnino; Emanoel Henrique Alves; Nayara Ribeiro da Silva; Leila Maria Gumushian Felipini.

2-TRADUÇÃO AUDIVIOSUAL: UMA REVISÃO DE LITERATURA SOBRE AUDIODESCRIÇÃO COMO RECURSO DE ACESSIBILIDADE PARA PESSOAS INCLUSAS NO ESPECTRO AUTISTA – TEA -Larissa Souza Nunes; Leila Maria Gumushian Felipini.

3- “SEGUNDA CHAMADA”: UMA PROPOSTA DE AUDIODESCRIÇÃO PARA A CARACTERIZAÇÃO DE PERSONAGENS -Isabeli Bovério dos Santos; Leila Maria Gumushian Felipini.

4-TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO TRANSCULTURAL DE INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA PARA O PORTUGUÊS BRASILEIRO: UMA ANÁLISE DAS DIRETRIZES- Nayara Ribeiro da Silva; Leila Maria Gumushian Felipini.

5-A TRADUÇÃO DE MÚSICAS NO CLOSED CAPTIONS DA SÉRIE “PEAKY BLINDERS” - Karina Zumesteen; Leila Maria Gumushian Felipini.

6- OS EQUIVALENTES FUNCIONAIS E SUA IMPORTÂNCIA NA TRADUÇÃO PROFISSIONAL JURÍDICA – Kethilyn Kauany da Costa Melo Marchini; Tesiani Bianca da Silva Oliveira; Antônio Walter Ribeiro de Barros Júnior.

7 - PROPOSTA DE LEGENDA PARA SURDOS E ENSURDECIDOS DO 1º EPISÓDIO DA SÉRIE “SEGUNDA CHAMADA” - Ryan Felippe de Brito; Priscila Oliveira; Luiza Hidalgo; Leila Maria Gumushian Felipini.

Ainda no dia 22/09, no final da noite, as alunas Ana Laura Barbosa da Silva, Fernanda Sakamoto, Gloria Castagnino, Karina Zumeesteen, Beatriz Pellegrini e Larissa Souza Nunes, orientadas pela professora Dra. Leila Maria Gumushian Felipini, realizaram a I Mostra Virtual de Produções Audiovisuais Acessíveis do UNISAGRADO. A Mostra apresentou a versão com audiodescrição da animação Runaway e a versão com legendagem para surdos e ensurdecidos da animação Taking Flight. Os recursos de acessibilidade foram produzidos pelos alunos do terceiro ano de Letras - Tradutor do UNISAGRADO.

Essas alunas também participaram da Semana Nacional de Luta da Pessoa Com Deficiência: Construindo Uma Sociedade Mais Inclusiva, organizada pela Dra. Juliana Vechetti Mantovani Cavalante, professora responsável pelo Núcleo de Apoio a Pessoa com Deficiência – STAD do UNISAGRADO. Entre 20 e 24/09, a Semana contou com palestras nas seguintes temáticas: luta da pessoa com deficiência, ações inclusivas, acessibilidade por meio da tradução audiovisual e a leitura acessível e inclusiva. As alunas realizaram a atividade do dia 23/09, a palestra Tradução Audiovisual Acessível (TAVa): modalidades e produtos, que foi transmitida ao vivo pelo canal do YouTube da instituição. Para assistir, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=ioRxCXms8pk.

Ufa! Que semana agitada não? Mas calma que não podemos deixar de mencionar o X Encontro de Extensão do UNISAGRADO. Para finalizar com chave de ouro, as alunas Glória Castagnino e Beatriz Pellegrini apresentaram o trabalho Tradução Audiovisual Acessível: Práticas de Audiodescrição e Legendagem Para Surdos e Ensurdecidos, premiado como o 3º melhor entre os trabalhos de Humanas. Nessa apresentação, foram exibidos dois curtas de animação: Hair Love com AD e Taking Flight com LSE. Esses recursos foram produzidos pelos alunos do 3º ano de Letras-Tradutor durante a disciplina extensionista Prática da Tradução III: Legendagem. Parabéns para a turma toda do 3º ano de Letras-Tradutor. Logo mais vem artigo fresquinho por aí, já que a premiação envolve a publicação de um artigo na Revista InterAção do UNISAGRADO.


RODA DE CONVERSA: Tradução e adaptação transcultural de instrumentos clínicos(13/08/2021)


No dia 13 de Agosto, os membros do TRADUS, Profa. Dra. Leila Felipini, Me. Nayara Ribeiro, Profa. Me. Cássia Fanton e Me. Rodolpho Camargo participaram da Roda de conversa: Tradução e Adaptação Transcultural de Instrumentos Clínicos. Tradutores e pesquisadores na Área da Saúde, eles apresentaram as diretrizes de Beaton et al. (2000), detalharam os benefícios de seguir essas diretrizes e discutiram possibilidades de adequações considerando as Teorias da Tradução.

Larissa Souza Nunes, estudante do 3º ano do curso de Letras - Tradutor, está desenvolvendo a pesquisa de Iniciação Científica intitulada “Tradução Audiovisual Para Acessibilidade: A Importância da Audiodescrição Para Pessoas Inclusas no Transtorno do Espectro Autista - TEA”, que tem orientação da Prof.ª Dra. Leila Maria Gumushian Felipini. A Audiodescrição é uma locução roteirizada que é inserida em um produto audiovisual nos momentos de silêncio, não interferindo nas falas dos personagens...

Quando chegou à SORRI-BAURU em 2018, aos 23 anos, Larissa Souza recebeu o diagnóstico de autismo atípico e, consequentemente, a resposta para entender sua dificuldade de socialização. Assim que começaram os atendimentos na Instituição, ela se interessou pelo Programa de Educação e Reabilitação Profissional (PERP) e manifestou o desejo de ingressar no mercado de trabalho. Mal sabia ela, na ocasião, o quanto aquele primeiro passo seria significativo...

As publicações na área da tradução científica não são tão frequentes em periódicos cuja temática seja relacionada aos estudos da tradução. A grande maioria das pesquisas que envolve tradução de protocolos e questionários na área da saúde, por exemplo, são publicadas em periódicos de suas respectivas áreas, como os da Fonoaudiologia e da Odontologia. Tal situação demonstra ser essencial discutirmos o papel do tradutor nessas pesquisas e passarmos a divulgá-las em eventos e periódicos da tradução...

USP MOD, Grupo de Pesquisa em Motricidade Orofacial e Disfagia da Faculdade de Odontologia de Bauru - Universidade de São Paulo, apresenta webinar com especialistas na área de Tradução e Adaptação Cultural de Instrumentos em Saúde...

Os estudantes dos cursos de Letras – Português e Inglês e Letras – Tradutor do UNISAGRADO, que integram o Projeto de Extensão TraduSC, realizaram no dia 04 de outubro atividades com os atendidos pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), de Bauru. A ação teve o objetivo de promover o encontro com as pessoas que apresentam deficiência visual ou prejuízo visual, que são o público que pode usufruir das práticas desenvolvidas no projeto e, com isso, realizaram uma avaliação da qualidade da Audiodescrição (AD)...

Nos dias 26 e 27 de setembro, a Universidade do Sagrado Coração (USC) realiza, a Jornada de Letras e Tradutor com a temática voltada para as abordagens metodológicas e propostas educacionais contemporâneas, semiótica e a análise do discurso nas mídias, bem como, as tendências, possibilidades e desafios na área da Tradução, com destaque na tradução científica e na tradução audiovisual. O evento traz minicurso, oficina, mesa-redonda, palestras, apresentações orais e de banners, e é destinado a estudantes, profissionais da área e interessados no tema...

Nos dias 16 e 17 de novembro, estudantes do terceiro ano do curso de Letras – Tradutor da Universidade do Sagrado Coração (USC) apresentaram o trabalho “Tradução e Acessibilidade” em comunicação oral no 7º Simpósio Profissão Tradutor – Proft 2018. O evento foi realizado em São Paulo – SP e os participantes foram acompanhados pela Prof.ª Dra. Leila Maria Gumushian Felipini, coordenadora do Projeto de Extensão TradUSC...

No dia 23 de novembro, os cursos de Letras e Tradutor da Universidade do Sagrado Coração (USC), através do projeto de extensão TRADUSC, promovem o evento Acessibilidade em produtos audiovisuais: oficina de audiodescrição e legendagem descritiva, das 16h30 às 18h30, na sala F-107 do campus, para alunos dos cursos de Ciências Humanas interessados nas questões de acessibilidade de produtos audiovisuais. A atividade é gratuita e as inscrições vão até o dia 18 de novembro...


Pôster vencedor Melhor Pôster PROFT 2017 segundo votação dos presentes ao evento:

Análise comparativa da obra espírita Nosso Lar e duas de suas versões em língua inglesa

Autoras: Ana Luiza da Silveira e Patrícia Viana Belam (USC)


Fórum de Iniciação Científica contou com mais de 300 participantes (29/11/2017)

Entre os dias 04 a 08 de novembro, o UNISAGRADO realizou o XXVI Fórum de Iniciação Científica – PIBIC, VII Fórum de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação – PIBITI e, o VI Fórum de Iniciação Científica do Ensino Médio - PIBIC-EM, com o intuito de incentivar a prática da pesquisa na Graduação e Ensino Médio. O evento contou com palestras, comunicações orais e sessões de painéis dos participantes inscritos...

A Universidade do Sagrado Coração (USC) conta com o Grupo de Pesquisa Estudos da Tradução, liderado pela professora Dra. Leila Felipini, com participação dos professores M.ª Cássia Pardo Fanton, Esp. Gustavo Inheta Baggio e Dra. Patrícia Viana Belam, todos dos cursos de Letras e Tradutor.

O grupo tem como objetivo discutir as pesquisas em andamento na área de tradução que estão sendo desenvolvidas tanto como Iniciação Científica (IC) quanto como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Além disso, propõe ações formativas para seus integrantes, abordando questões referentes aos Estudos da Tradução e as metodologias utilizadas em pesquisas da área...

No dia 29 de novembro de 2016, a professora do curso de Letras- Tradutor, da Universidade do Sagrado Coração (USC), Prof.ª Dra. Leila Maria Gumushian Felipini, defendeu sua tese “Tradução e adaptação transcultural para o português do Brasil dos questionários Quality of Life in Swallowing Disorders (SWAL-QOL) e Quality of Care in Swallowing Disorders (SWAL-CARE) (Qualidade de vida e qualidade do cuidado em distúrbios da deglutição) para idosos com disfagia neurogênica", concluindo o doutorado em Fonoaudiologia na Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB/USP)...

No dia 01 de dezembro, a Universidade do Sagrado Coração (USC) realizou cerimônia de premiação dos trabalhos apresentados durante os eventos a 23ª edição do Fórum de Iniciação Científica – PIBIC, 4º Fórum de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação – PIBITI e o 3º Fórum de Iniciação Científica Júnior – PIBIC – EM, realizados de 07 a 11 de novembro. A cerimônia contou com a presença de membros da Equipe Diretiva da USC, professores coordenadores dos programas, professores orientadores, estudantes premiados e seus familiares...